Blog

Postado em 09 de Outubro de 2018 às 13h45

A conexão dos chapecoenses com a sua Chape

Chapecó (9)

Nos anos 70, Santa Catarina ainda era pouco representativa para o cenário nacional do futebol. Havia apenas alguns times amadores e a estrutura do esporte carecia de profissionalização no estado. E foi justamente com foco em reverter esse quadro que surgiu a Associação Chapecoense de Futebol.

Fundada em 10 de maio de 1973, a Chape, como é carinhosamente conhecida pelos moradores da principal cidade da região oeste, agrega, hoje, um dos mais vitoriosos e estruturados times de futebol catarinenses. O interessante é perceber que, desde o seu surgimento, a Chapecoense demonstrou profunda conexão com a comunidade da sua cidade de origem.

O apoio de lideranças e empresários locais foi fundamental para o pontapé inicial do clube rumo à história de sucesso. O primeiro terno de camisas, por exemplo, foi doação do empresário Ernesto de Marco, proprietário das Casas Vitória. Um exemplo seguido por muitas empresas de Chapecó fundamentais para a construção da brilhante trajetória de mais de 40 anos do clube.

Uma história com grandes momentos

Todo esse apoio proporcionou a rápida montagem de uma equipe profissional que, logo, também passou a angariar títulos e se destacar. O primeiro campeonato catarinense veio em 1977, bem como, em 78, o time já participou do Campeonato Brasileiro, prenunciando a vitoriosa trajetória que a Chape teria a partir dos anos 90, quando vieram outros títulos, coroados pela disputa da Copa do Brasil, em 2008, e da série D do Campeonato Brasileiro, em 2009. Em 2011, o time novamente participou Copa do Brasil, segunda disputa mais importante do futebol brasileiro.

Um contexto que deu base aos grandes anos de 2012 e 2013, quando o ?verdão?, foi galgando novas posições e se integrando à elite do futebol nacional, disputando as séries C e B do brasileirão. E o sucesso em campo veio acompanhado de uma gestão profissional, realizada por uma diretoria focada na formação de uma equipe cada vez mais competitiva. Algo que deu base a grandes resultados em 2014 e 2015, com a chegada à série A do Campeonato Brasileiro e a participação em competições internacionais, como a Taça Sul-Americana.

O trauma de 2016

Nessa altura, o sucesso dentro e fora de campo já era um case de ponta, inspirando a gestão e a atuação de outros grandes clubes. E a ligação entre o time e os chapecoenses se aprofundava, com os jogadores, comissão técnica e dirigentes sendo celebrados como ídolos e o clube se tornando um dos maiores orgulhos da cidade.

O ano de 2016 veio com esse clima de otimismo, numa temporada que começou com o quinto título estadual. No segundo semestre, se concretizava a aposta em uma bem-sucedida segunda participação na Copa Sul-Americana. Classificada à disputa da Grande Final, a Chapecoense carregava o nome do Brasil contra o Atlético Nacional de Medellin e estava prestes a entrar para a galeria dos campeões internacionais.

No entanto, a viagem para a primeira partida das finais, que ocorreria na Colômbia, trouxe um dos maiores traumas da história mundial do esporte e, sem dúvida, uma das mais significativas tristezas vividas pela população de Chapecó e dos brasileiros. Um acidente aéreo vitimou 71 pessoas da delegação que incluía, jogadores, comissão técnica, imprensa e lideranças locais. Um momento de imenso pesar para toda uma comunidade tão ligada ao sucesso do seu time de futebol.

Reconstrução e força

Foi uma tragédia superada com muito trabalho e com a energia sentida no amor e no apoio que os chapecoenses dão ao seu clube do coração. O vencedor elenco foi rapidamente reestruturado e, ainda em 2017, conquistou o bicampeonato estadual, além de seguir firme em competições internacionais como a Recopa Sul-Americana e disputar, pela primeira vez, a Libertadores.

Nesse ano de 2018, a Chapecoense Futebol Clube é líder do Campeonato Catarinense, marcando presença na série A do Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil, tendo participado, ainda, da Taça Libertadores. Uma trajetória que segue deixando a marca catarinense no futebol brasileiro e enchendo de orgulho a cidade de Chapecó.

Crédito da imagem: Sirli Freitas / Divulgação Site Chapecoense

Veja também

Fique por dentro das vantagens de morar no centro de Chapecó18/09/18 A tomada de decisão em torno do investimento em imóveis é uma equação em que pesam muitos fatores. Independente do fato de se buscar uma opção para morar ou investir, a escolha da cidade e, posteriormente, da região na qual adquirir uma casa, apartamento ou espaço comercial são os primeiros passos percorridos pelo futuro......

Voltar para Blog